FANDOM


Rogério Lombad
Sem imagem
Básico
Sexo Masculino
Idade 40 anos (aprox)
Profissão Diretor de academia colegial
Aliás Diretor Rogério
Regionalidade
Mora em: Wikaner
Etnia Caucasiano
Relacionamentos
Relações Everyday Academy
Inimigos Leonardo Platino
Rehoen Go!
Estreia " Presos na Liberdade "

Rogério Lombad é um dos milhões de moradores de Wikaner, diretor da academia Everyday.

Personalidade Edit

Rogério Lombad aparenta ser sério, responsável, e extremamente profissional. De um modo metódico, preza a paz e odeia quem a abomina, e valoriza muito as regras e diretrizes.

Aparência física Edit

Habilidades Edit

  • Administrativa:
  • Seriedade:
  • Sendo de responsabilidade:
  • Profissionalismo:

Rehoen Go! Edit

1ª temporada Edit

Rogério apareceu pela primeira vez em "Presos na Liberdade", onde discutia com Leonardo Platino sobre as diretrizes da academia Everyday, as quais Leonardo afirmava que eram invasivas e impediam o aluno o direito de ser ele mesmo, mediante ao fato de ter sido expulso da aula de História. Por conta do jeito explosivo de Platino, a discussão se estende a um escândalo em frente aos outros alunos, que foi iniciado quando o mesmo levantou a carteira do professor da sala em que estavam - a do castigo - e a quebrou no chão. Rogério se defendeu no debate, e toda a confusão foi filmada pelos alunos, e no final, "Burro" (Leonardo) segue os princípios do Nudismo como manifestação, e rira as suas roupas, motivo suficiente para Rogério Lombad acusá-lo de ser louco. A confusão para quando Burro escorrega no piso escorregadio, e Rogério usa sua autoridade para expulsá-lo do colégio.

Mais tarde no mesmo episódio, Leonardo contou para os Besouros-Negros que seu pai convenceu Rogério a fazê-lo voltar para a academia.

Aparições Edit

1ª temporadaEdit

Relacionamentos Edit

Leonardo Platino Edit

Aparentemente, Rogério e Leonardo não se dão bem, como visto em "Presos na Liberdade", onde os dois discutem ferozmente. No mesmo episódio, Rogério ainda intitú-la o jovem como um "louco", e "que seu lugar deveria ser em um hospício", alegando que como muitos, não suporta o "Burro" (apelido de Leonardo).